Sally Hessnice-NEWS

Ex-participante do The X Factor USA processa Fremantle e Syco por “alterarem” sua audição

Rejeição dói, especialmente quando é televisionada para milhares de pessoas em todo o mundo, mas uma ex-participante do The X Factor USA alega, em nova ação judicial, que sua audição não foi bem aceita por terem a alterado e que ela não merecia isso.

Numa queixa apresentada nesta Sexta-Feira (22) em Los Angeles, Sally Hessnice, que fez audição para a terceira temporada do reality show americano em 2013, diz que os produtores do programa manipularam a gravação de sua audição para que ela parecesse ruim. Reveja a audição:

Sally está processando as empresas Fremantle, Syco e Blue Orbit, mas não a ITV (emissora do XFUK) ou a FOX, que tinha os direitos de exibição na época.

A queixa afirma: “A audição foi alterada das seguintes maneiras: A) A edição de voz (ou seja, uso de reverb e outros efeitos) foi alterada para soar ‘estridente’ e não profissional; B) A reação positiva do público foi substituída por reações de um público desinteressado; e C) Os comentários originais dos jurados e reações da queixosa foram re-filmados (sem a Queixosa presente) para mostrar uma resposta negativa.

Além disso, o assistente de palco solicitou para que a queixosa andar por todo o palco. Durante a audição a queixosa notou inconsistência na superfície do palco. Esta foi uma manobra intencional dos réus para interromperem sua performance e planejarem o resultado da audição.”

Por que isso é tão importante para Hessnice a ponto de mover uma ação judicial? Não é somente porque Simon Cowell feriu seus sentimentos. Ela é uma cantora profissional e afirma que “sua reputação como cantora profissional foi irreparavelmente manchada”.

A cantora exige Dois milhões de dólares em danos morais e a queixa foi apresentada em nome de Steven Lowe. O Hollywood Reporter deixou o espaço aberto para a Fremantle ou SyCo falarem sobre o assunto.

Confira também um vídeo em seu canal no Youtube: